Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
INCORPORAÇÃO

Ministério da Saúde incorpora medicamento para tratamento de mieloma múltipla no SUS

Escrito por André | | Publicado: Segunda, 28 de Setembro de 2020, 19h44 | Última atualização em Segunda, 28 de Setembro de 2020, 19h58

O quimioterápico bortezomibe será ofertado para o tratamento de pacientes adultos, com diferentes situações do câncer

O Ministério da Saúde incorporou o medicamento bortezomibe para o tratamento de pacientes adultos com mieloma múltiplo no Sistema Único de Saúde (SUS). O quimioterápico será utilizado em pacientes previamente tratados, aqueles que não receberam tratamento prévio e são elegíveis ao transplante autólogo de célula-tronco hematopoiéticas e pacientes que não receberam tratamento prévio e não tem requisitos necessários para o transplante. O mieloma múltiplo é um câncer que afeta a medula óssea.

A incorporação da medicação para o tratamento de pacientes adultos com mieloma múltiplo foi publicada nesta segunda-feira (28), no Diário Oficial da União (DOU). O medicamento foi incorporado ao SUS após recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (CONITEC), que avaliaram a eficácia, eficiência e segurança de saúde para a incorporação da medicação. O medicamento bortezomibe estará disponível na rede pública em até 180 dias.

O tratamento deve ser iniciado logo após o diagnóstico e envolve três intervenções fundamentais: terapia de indução, que visa a diminuir o número de células afetadas pelo mieloma na medula óssea; quimioterapia de alta dose e o Transplante Autólogo de Células Tronco (TACTH).

Segundo o estudo da CONITEC, mais de 90% dos casos notificados da doença no Brasil ocorrem após os 50 anos de idade. Porém a idade média no momento do diagnóstico é 70 anos, considerando os dados dos países ocidentais. No Brasil, a idade mediana no diagnóstico é 60 anos. O risco do câncer de mieloma múltiplo aumenta com o avanço da idade.

Luara Nunes, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 2745

Assunto(s):
Fim do conteúdo da página