Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Saúde amplia o atendimento de radioterapia no Distrito Federal

Escrito por erika.morais | | Publicado: Quarta, 30 de Setembro de 2020, 19h02 | Última atualização em Quarta, 30 de Setembro de 2020, 19h05

Ministério da Saúde entrega novo acelerador linear e reforça a radioterapia na região da capital federal. O investimento foi de R$ 8,9 milhões na instalação do equipamento e execução da obra

A população do Distrito Federal conta agora com mais um serviço de tratamento do câncer com a inauguração do centro de radioterapia do Hospital Regional de Taguatinga (HRT), cidade próxima a Brasília. A unidade foi contemplada com Plano de Expansão da Radioterapia no Sistema Único de Saúde (PERSUS) - o maior programa público do mundo de entrega de equipamentos de radioterapia. A iniciativa tem o objetivo de ampliar, fortalecer e qualificar a assistência oncológica na rede pública de saúde. Com a entrega, o Distrito Federal totaliza quatro serviços de radioterapia no SUS.

“A iniciativa é fundamental para que a gente possa erradicar a fila de radioterapia da região. O PERSUS passou a ser uma meta prioritária, um eixo estratégico, do Ministério da Saúde”, afirmou o secretário da Secretário de Atenção Especializada do Ministério da Saúde, Luiz Otávio Franco Duarte. Hoje, a fila de espera pelo tratamento é de 134 pessoas na região.

O serviço de radioterapia do HRT tem capacidade de atendimento mínima de 600 pacientes - representa 50 pacientes ao mês. Caso seja utilizada 100% da sua capacidade, o serviço será capaz de atender até 900 pessoas. O investimento do Ministério da Saúde foi de 8,9 milhões na instalação do equipamento de radioterapia e na execução da obra, que teve início em 8 janeiro de 2019 e foi entregue dentro do prazo previsto em contrato.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha informou que o centro de radioterapia já está em funcionamento. “Isso é um marco para a cidade. Com boa vontade e parcerias, como essa com o Ministério de Saúde, nós vamos longe”, pontuou.

O centro foi construído ao lado do HRT e ocupa uma área de 860 m². O local é equipado com um acelerador linear - aparelho de última geração que possibilita o tratamento de quase todos os tipos de cânceres e tumores com maior precisão e com menos efeitos colaterais para o paciente. A radioterapia é feita por radiação que destrói o tecido doente por meio de uma corrente elétrica.

Para garantir a segurança de pacientes e funcionários, a sala do acelerador linear foi construída com materiais especiais e paredes de concreto de alta densidade. A estrutura é necessária para evitar que a radiação se espalhe no ambiente.

O acesso ao centro de radioterapia é realizado após consulta na Unidade Básica de Saúde (UBS), que solicita exames e encaminha o paciente para atendimento especializado.

PERSUS

A iniciativa faz parte do Plano de Expansão da Radioterapia (PERSUS), programa que tem o objetivo de ampliar e criar novos serviços de radioterapia em hospitais. Por meio do plano, o Distrito Federal passa a ter 4 aceleradores e o Brasil, 35 aceleradores. A iniciativa prevê a implantação de 100 equipamentos, sendo que 80 deles são soluções de radioterapia contemplando, além dos equipamentos, obras de infraestrutura.

A ideia do projeto é reduzir os vazios assistenciais e atender as demandas regionais de assistência oncológica em conformidade com estados e municípios com a entrega de aceleradores lineares.

Larissa Lima, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3587 / 3580

Fim do conteúdo da página