Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Saude Indigena Minuto

Missão de Combate à COVID-19 realiza 1,3 mil atendimentos neste final de semana no Mato Grosso do Sul

Escrito por Nayane Cordeiro | | Publicado: Segunda, 24 de Agosto de 2020, 14h42 | Última atualização em Terça, 25 de Agosto de 2020, 14h43

O Governo Federal leva atendimento básico às comunidades indígenas do Brasil por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde. Diante da pandemia causada pela COVID-19, a SESAI adquiriu 1,9 milhão de itens entre testes rápidos, medicamentos e Equipamentos Individuais (EPI) para reforçar o trabalho realizado pelas equipes dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) no enfrentamento ao novo coronavírus.

Neste final de semana, de 21 a 23 de agosto, três equipes formadas por profissionais da SESAI de Brasília e do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Mato Grosso do Sul, percorreram as aldeias do Polo Base de Sidrolândia (MS). Foram realizados mais de 1,3 mil atendimentos em saúde e 1,2 mil testes rápidos para COVID-19 durante três dias de ação em comunidades indígenas.

Antes de iniciar os atendimentos, os coordenadores da missão se reuniram com as lideranças e caciques das comunidades. “Quero agradecer à equipe do DSEI Mato Grosso do Sul, em nome de minha comunidade e da nossa liderança, o cacique Claudenir, pela ação conjunta”, afirmou Ediel Reginaldo, liderança da aldeia Água Azul.

Os atendimentos foram realizados nas escolas indígenas de 12 aldeias para abranger a população do entorno. “Estão fazendo coleta de teste rápido e alguns atendimentos básicos de saúde a quem necessita. Em nome da nossa comunidade de Alagoinha, agradecemos os atendimentos da SESAI”, enfatizou Jurandir Gabriel Lopes, Presidente do Conselho Tribal da aldeia Lagoinha.

Nesta terça-feira (25), estas equipes se deslocam para o sul do Estado levando atendimento às aldeias, até domingo (30), com apoio das Secretarias de Saúde do Mato Grosso do Sul e dos municípios de Japorã, Tacuru e Caarapó. Todos os profissionais estão utilizando EPI na ação, como máscaras, macacão, protetor facial e luvas. Eles tiveram que apresentar teste RT-PCR negativo para COVID-19 antes da missão e também estão fazendo o teste rápido antes de iniciar os atendimentos nos Polos Bases.

Esta é a segunda fase da Missão de Combate à COVID-19 no DSEI Mato Grosso do Sul que acontece desde o início do mês. A primeira fase ocorreu de 5 a 9 de agosto no Polo Base de Aquidauana e com apoio do Ministério da Defesa e do Governo do Estado do Mato Grosso do Sul. Na ocasião, foram realizados 1.229 atendimentos por infectologistas, ginecologistas, pediatras e clínicos gerais das Forças Armadas e a Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena (EMSI) do DSEI.

Terceira fase

Em apoio à ação de enfrentamento à COVID-19 no DSEI Mato Grosso do Sul, o Ministério da Saúde envia reforço de profissionais de saúde das Forças Armadas, nesta terça (25), para cumprir um cronograma de ações nos municípios de Miranda e Aquidauana. A equipe de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem vão levar atendimento de saúde e testagem rápida para COVID-19 aos indígenas dos Polos Bases destes dois municípios. Apesar de Aquidauana ter recebido atendimento na primeira fase da missão, a coordenação da SESAI levantou a necessidade de retornar e reforçar o atendimento no local.

DSEI Mato Grosso do Sul

O DSEI MS leva serviços de atenção básica a aproximadamente 80 mil indígenas de oito etnias, sendo que a maioria é da etnia Terena, Guarani Nhandeva e Guarani Kaiowá. Possui 703 profissionais de saúde, sendo 48% indígenas. No total, há 30 médicos atuando no Distrito, sendo 11 do Programa Mais Médicos. A SESAI já autorizou a contratação de mais profissionais de saúde além da contratação de Equipe de Resposta Rápida (ERR) para atuar diretamente no enfrentamento da COVID-19. Serão contratados médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem em caráter permanente. Até o momento, a SESAI enviou 118.521 itens de Equipamento de Proteção Individual (EPI) e testes rápidos ao DSEI Mato Grosso do Sul. O Distrito tem autonomia para aquisição de insumos e equipamentos. O estoque de cada item estratégico relacionado ao enfrentamento da COVID-19 é monitorado pela SESAI semanalmente.

Até o momento já foi empregando mais de R$ 24 milhões no enfrentamento da COVID-19 no DSEI Mato Grosso do Sul.

Para mais informações, consultar http://saudeindigena.saude.gov.br

 

NUCOM/SESAI

 

registrado em:
Assunto(s):
Fim do conteúdo da página